Exportações de milho em julho no Brasil e no mundo

Exportações de milho em julho no Brasil e no mundo

No mês de julho, o departamento norte-americano de agricultura atualizou as projeções de exportações de milho para o Brasil e o mundo. No artigo de hoje, vamos entender essas projeções que seguem em queda no comparativo com a safra atual e entender um pouco mais sobre os dados de exportações de milho em julho.

Projeções das exportações globais de milho seguem em queda

As exportações globais de milho permaneceram em queda de 3,8% em relação à safra 2021/22 nas estimativas de julho, atingindo 183,2 milhões de toneladas. 

Este volume é menor do que o das duas últimas safras, e pode ser explicado devido à redução de quase 40% nas exportações ucranianas, consequências do conflito com a Rússia.

exportações globais de milho em julho

Devido a maior produção na próxima temporada (e maior disponibilidade do grão), as exportações brasileiras de milho devem totalizar 46,5 milhões de toneladas. Este volume é 12,5 milhões de toneladas superior ao exportado na safra 2021/22 e equivale a 25,4% do total comercializado em todo o mundo.

exportações brasileiras de milho em julho

Exportações e importações nos principais países da cadeia do milho

Não tivemos grandes mudanças na estimativa de julho para os principais países exportadores de milho, apenas uma redução de 4,3 para 3,8 milhões de toneladas no volume a ser exportado pela Rússia (impacto do conflito com a Ucrânia). O Brasil se mantém como o 2º maior exportador do grão na safra 2022/23.

principais países exportadores de milho em julho

Também não houveram grandes mudanças nas estimativas de importações este mês. A China permanece como principal importador, demandando 5 milhões de toneladas a mais este ciclo, seguida do México, o qual deverá adquirir 200 mil toneladas adicionais quando comparado com a temporada passada (2021/2022).

principais países importadores de milho em julho

Exportações brasileiras oscilam, mas mantém a média de crescimento

O volume acumulado das exportações brasileiras de milho, entre janeiro e junho, está em 6,35 milhões de t ante as 3,64 milhões de toneladas comercializadas nesse mesmo período em 2021. Em junho de 2022 houve uma queda de 4,3% nos embarques do cereal em relação ao mês anterior. Ainda assim, o volume exportado totalizou 1,05 milhão de toneladas, 1053,5% maior quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Para os próximos meses existe uma tendência de alta no volume embarcado, visto que, com o avanço na colheita de milho 2ª safra, haverá maior oferta e disponibilidade do grão.

exportações brasileiras de milho mês a mês

Principais países compradores do milho Brasileiro

Não houveram grandes mudanças na dinâmica de países importadores do milho brasileiro com os embarques do último mês. O Irã segue como nosso principal comprador, com 28,1%, seguido do Egito, com 22,2%, e da Coreia do Sul, 7,9%. Juntos, estes 3 países respondem por 58% das compras do milho brasileiro.

Essas foram as informações sobre as exportações globais de milho em julho. Para ter acesso a mais informações sobre a cadeia do cereal no Brasil e no mundo, leia os outros artigos aqui do blog. Siga a página da Nidera no Instagram e tenha acesso a outros conteúdos feitos pela empresa especialista em sementes.

Essas foram as informações sobre as exportações globais de milho atualizadas em junho. Para ter acesso a mais informações sobre a cadeia do cereal no Brasil e no mundo, leia os outros artigos aqui do blog. Siga a página da Nidera no Instagram e tenha acesso a outros conteúdos feitos pela empresa especialista em sementes.

Fonte

Markestrat com base no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Markestrat com base em USDA. *Atualização em 12/07/2022.

Deixe um comentário