Mercado de milho no Brasil: confira as projeções brasileiras do cereal

Mercado de milho no Brasil: confira as projeções brasileiras do cereal

O Brasil se consolidou como o terceiro maior produtor de milho no mundo. O crescimento do consumo e da exportação são os responsáveis pelo país ocupar o pódio mundial na produção do cereal. Mas será que esse crescimento continuará na próxima década? Neste que é o terceiro artigo da série sobre as projeções do mercado de milho no mundo, vamos falar sobre o futuro do cereal em terras tupiniquins. Confira a seguir as projeções do mercado de milho no Brasil.

Quanto o Brasil consome do milho produzido por aqui?

Em 2020, o Brasil produziu 9% de todo o milho do mundo, mas globalmente falando, foi responsável por apenas 6% do que foi consumido. Um fato é que o Brasil está ampliando suas exportações do cereal e hoje já somos o segundo maior exportador do mundo, com potencial de sermos o primeiro em breve. Em 2020, foram 33 milhões de toneladas exportadas, enquanto o consumo interno foi de 72,3 milhões de toneladas.

produção e consumo de milho no brasil em 2020

A maior parte do milho consumido internamente é destinada para a alimentação animal, o que representa mais de 47 milhões de toneladas. Diferente dos EUA, que destinam uma parte significativa para a produção do biocombustível, por aqui ainda estamos avançando. Em 2020, a produção de etanol de milho foi a responsável pelo consumo de 25% do cereal.

O que o mercado de milho brasileiro pode esperar para os próximos 10 anos?

Se pudermos resumir essa resposta em uma única palavra, ela é “crescimento”. Na última década, o crescimento da produção de milho brasileira foi de mais de 80%, o que representa 47 milhões de toneladas. Esse crescimento produtivo caminha paralelo com o crescimento da segunda safra de milho, iniciada em meados da década de 1970 e que ganhou força e hoje já é a principal safra de milho no país.

histórico e projeção de produção de milho no brasil

Até 2030, o crescimento esperado para a produção brasileira do cereal é de praticamente mais 15%, o que fará com que a marca de 120 milhões de toneladas seja ultrapassada.

O consumo de milho no Brasil também deve crescer até 2030

Acompanhando o crescimento da produção, o consumo interno também deve ter superávit até 2030, chegando em 9,4% e se aproximando das 80 milhões de toneladas, ou 66% da produção nacional.

histórico e projeção do consumo de milho no brasil

Projeção de crescimento também nas exportações do milho brasileiro

Em 2030, o Brasil deve ter um saldo de mais 41 milhões de toneladas de milho, o que deve contribuir para ampliar as exportações do grão.

projeção de consumo versus produção de milho no brasil

No balanço entre a produção e demanda, o Brasil será o segundo com maior saldo excedente em 2030, entre os grandes players produtores, com 41,3 milhões de toneladas e ficando atrás, apenas, dos Estados Unidos. Até 2030 , o Brasil deve ampliar em 8,8 milhões de toneladas o saldo entre produção e consumo, se posicionando cada vez mais como exportador do grão.

Confira os outros dois artigos sobre as projeções do mercado de milho no mundo: o primeiro fala das perspectivas para o milho nos Estados Unidos, e o segundo sobre as expectativas do mercado chinês para o cereal.

Acompanhe outros conteúdos do agronegócio em nossa página do Instagram.

Fonte:

Markestrat com base em OCDE-FAO Agricultural Outlook 2020-2030.

Este post tem um comentário

Deixe um comentário