Mercado global de milho: confira as projeções e ofertas do cereal até 2030

Mercado global de milho: confira as projeções e ofertas do cereal até 2030

Nos últimos meses, postamos aqui no blog uma série de artigos sobre o mercado de milho nas principais potências mundiais, onde analisamos o histórico de produção e consumo da última década e vimos as projeções do mercado do cereal até 2030. Hoje, vamos trazer uma visão geral sobre o mercado global de milho. Vamos lá?

Até 2030, produção de milho deve crescer 13,4% no mundo e o consumo 10%

Quando analisamos os números do mercado de milho global no ano de 2020, notamos o tamanho e a relevância dos três maiores produtores mundiais: somados, EUA, China e Brasil são responsáveis por aproximadamente 60% da produção mundial e 56% do consumo. E são essas três potências as maiores responsáveis pelo crescimento do cereal até 2030.

balanço mercado global de milho

Em 2020, o consumo superou a produção no mercado global de milho

Em 2020, produção e consumo de milho chegaram à marca de 1 bilhão de toneladas no mundo todo. Os números impressionam – e muito:

  • Produção: 1,157 bilhão de toneladas
  • Consumo: 1,185 bilhão de toneladas
  • Exportação: 184 milhões de toneladas

Como a produção foi inferior ao consumo, demandou uma redução nos estoques de aproximadamente 20 milhões de toneladas. Pode parecer pouco, mas esse valor se aproxima do consumo interno da Argentina, que em 2020 foi de 23,6 milhões de toneladas.

produção e consumo global de milho em 2020

Assim como vimos quando detalhamos o consumo interno por potências, a prevalência do cereal para a indústria de rações também é vista em todo o globo, sendo responsável por 58% de todo o milho consumido mundialmente, o que representa praticamente 700 milhões de toneladas. Do saldo de milho consumido (490 milhões de toneladas), 35,3% é direcionado para a produção de biocombustível, 30,2% para a alimentação humana, e 34,3% é empregado em outras frentes de indústrias diversas, como a de bebidas, sementes e cosméticos.

Produção global de milho continuará crescendo até 2030

A produção global de milho cresceu em um ritmo acelerado na última década, passando de 866,9 milhões de toneladas para 1,035 bilhão de toneladas. Isso representa um crescimento de 33,5%, com 2,9% ao ano, puxados pelo rendimento por hectare (+17%) e pela área cultivada (+14%).

histórico e projeção da produção global de milho

Para o período 2020-2030, podemos esperar que a produção siga em crescimento, mas em um ritmo mais cadenciado, alcançando 13,4%, com crescimento de 1,3% ao ano.

Consumo global de milho também terá crescimento cadenciado até 2030

Assim como a produção, o consumo mundial do cereal também deve apresentar um crescimento mais comedido até 2030. Se na década passada o avanço foi de 34,9%, para o ciclo 2020-2030 a expectativa é de pouco mais de 10%. Isso é reflexo da estabilização do etanol e outros setores, que divergem da indústria de rações e de alimentação humana, com crescimento de 15% e 13%, respectivamente.

histórico e projeção do consumo global de milho

Balanço entre consumo e produção tem projeções globais animadoras

Na década passada, o saldo global da produção versus consumo oscilou entre superávit e déficit, ou seja, em alguns momentos o que era produzido era suficiente, em outros a produção era inferior ao consumo, levando ao acionamento das reservas.

Para a próxima década, os ciclos de déficits devem ser menos frequentes, já que a produção deve crescer em um ritmo de 1,3% ao ano, enquanto o consumo deve avançar em 1,0% ao ano. Esse comportamento permitirá a recomposição de estoques e deve trazer mais equilíbrio ao preço do cereal a partir de 2022.

Assim, encerramos essa série de artigos sobre as projeções do mercado de milho ao redor do mundo. Para ler os conteúdos anteriores, basta escolher na lista abaixo e clicar no link. 

1 – Mercado de milho nos EUA

2 – Mercado de milho na China

3 – Mercado de milho no Brasil

4 – Mercado de milho na União Europeia

5 – Mercado de milho na Argentina

Siga a página da Nidera Sementes no Instagram e veja mais materiais sobre o agronegócio.

Fonte

Markestrat com base em OCDE-FAO Agricultural Outlook 2020-2030.

Deixe um comentário