O milho e a nutrição animal: entenda o papel do cereal na pecuária

O milho e a nutrição animal: entenda o papel do cereal na pecuária

O milho é o principal cereal usado para a nutrição animal. 86% do consumo interno de milho da safra 2019/20 foram destinados para a alimentação animal. E hoje vamos falar um pouco mais sobre este assunto: a importância do milho para a nutrição animal e o seu uso nas mais variadas frentes da pecuária.

A produção de rações cresceu 16,5% nos últimos anos

O crescimento da produção de rações está diretamente ligado ao crescimento da demanda de milho. Em 2020, foram 48,1 milhões de toneladas e, para a safra 2020/21, a estimativa é que 71,2 milhões de toneladas fiquem por aqui mesmo, algo próximo de 67% da produção total.

evolução da produção de rações e demanda por milho
*Considera milho, farelo de glúten de milho 21% e farelo de glúten de milho 60%.

A produção de rações no Brasil evoluiu a uma taxa anual de 3,1% no intervalo entre 2015 a 2020, alcançando, neste último período, o volume total de 81,5 milhões de toneladas. Consequentemente, como o milho é um dos principais componentes da dieta dos animais, houve aumento na demanda pelo cereal no mesmo período, intensificado em 14,3%, ou em 5,8 milhões de toneladas. Também foi constatada uma pequena redução na taxa de utilização do milho na composição das rações, de 61%, em 2015, para 59%, em 2020, o que é explicado, principalmente, pelo aumento nos preços do cereal.

O milho é o componente mais importante das rações

O milho é a matéria-prima mais importante na composição das rações animais, representando quase 60% do seu volume. do seu volume. Na sequência, tem-se o farelo de soja, como o segundo principal componente, o qual representa, aproximadamente, 23% do volume total. Por falar nisso, um subproduto do milho vem se mostrando como um franco concorrente para o farelo de soja: o DDG, o grão seco do milho após a destilação, que vem ganhando espaço no mercado nacional e internacional, já que pode ser uma alternativa viável à alimentação animal devido ao seu teor proteico.

principais ingredientes para a produção de rações
*Considera milho, farelo de glúten de milho 21% e farelo de glúten de milho 60%.

Utilização do milho em rações para avicultura e suinocultura

Vimos que o milho é o componente mais importante das rações, mas isso não é à toa. Ele é utilizado para a nutrição de diversos animais.

participação do milho na ração por categoria animal
*Considera milho, farelo de glúten de milho 21% e farelo de glúten de milho 60%.

Quando falamos do setor de avicultura e suinocultura, podemos ver isso de forma mais prática: o setor de frangos de corte é aquele com maior demanda por milho, sendo que, em 2020, foram utilizadas 22 milhões de toneladas. Por sua vez, a suinocultura tem a maior taxa de utilização do cereal, 66%, em 2020. Apesar da semelhança nos níveis nutricionais, o milho tem o maior teor de energia metabolizável por aves e suínos frente aos seus substitutos.

O milho se torna a principal fonte de energia para esses animais e apresenta importantes índices de proteína, potássio, sódio e fósforo, fundamentais para o crescimento saudável.

nutrição de aves de corte e de suínos
*baseado nas exigências de frangos de corte machos (22 a 33 das).
**baseado nas exigências de suínos machos castrados de alto potencial genética em fase de crescimento (50 a 70 dias).

Ensilagem de milho para a nutrição de bovinos

O uso do milho para a nutrição animal vai além das rações. No caso dos bovinos, uma técnica tem ganhado destaque: a ensilagem de milho. A ensilagem é um processo de conservação do alimento por fermentação anaeróbia, ou seja, sem a presença de ar. A mistura compactada de grãos e matéria seca da planta de milho é uma opção nutritiva, palatável e com alta digestibilidade para o rebanho.

Além da nutrição animal, o milho também é extremamente importante para a nutrição humana. Você pode ler o artigo sobre o assunto clicando aqui. Acompanhe a Nidera Sementes no Instagram e tenha acesso a outros conteúdos sobre a cadeia do milho e o agronegócio de modo geral.

Fonte

Markestrat Group, com base em Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Markestrat Group, com base em Sindirações.

Deixe um comentário