Produção e produtividade de milho: veja a evolução nos últimos 30 anos

Produção e produtividade de milho: veja a evolução nos últimos 30 anos

Nos últimos 30 anos, a cadeia do milho cresceu muito no Brasil. No artigo de hoje, vamos falar um pouco sobre essa evolução e o que influenciou esse salto tão grande, tanto na produção, quanto na produtividade, do milho aqui no Brasil. Vamos lá?

Salto na produção e produtividade da cadeia de milho 

Entre 1991 e 2021, os indicadores da cadeia do milho passaram por muitas alterações e o crescimento é significativo. 

  • Em 1991, a produção era de 24,1 milhões de toneladas, enquanto em 2021, a produção foi de 87,1 milhões. Isso representa um crescimento de 261%.
  • A produtividade das lavouras cresceu 143%. Em 1991, era de 1,79 toneladas por hectare, em 2021 foi de 4,36 toneladas por hectare. 
dados sobre produção e produtividade do milho no Brasil

Eficiência no campo reflete na produtividade de milho

Aqui, fica evidente que o aumento da produção e produtividade não tem uma relação direta com a abertura de novas áreas. Considerando a produção atual de 87 milhões de toneladas, mais de 28 milhões de hectares foram preservados. Se a produtividade não tivesse evoluído, seria necessária uma área de quase 50 milhões de hectares para poder produzir os mesmos 87 milhões de toneladas do ano passado.

evolução da área, produção e produtividade de milho no Brasil

O avanço da pesquisa agronômica e da ciência no campo contribuíram para a otimização no uso de insumos, desenvolvimento de variedades e híbridos, avanços em genética, criação de produtos com finalidades específicas e outras tecnologias – que tiveram grande importância no aumento da eficiência no campo.

75% da produção vem da segunda safra de milho

O desenvolvimento de variedades de milho com ciclos menores e adaptadas às condições climáticas específicas possibilitou o estabelecimento da cultura de milho em uma 2ª safra anual – e em alguns lugares já existe até mesmo a 3ª safra. Isso faz com que o milho ocupe a mesma área que foi utilizada para a produção de soja, não sendo necessário a abertura de novas áreas.

evolução das áreas plantadas de acordo com a safra

Atualmente, a segunda safra de milho (também conhecida como safrinha), é responsável por mais de 75% do cereal produzido no Brasil, mas nem sempre foi assim. 

Em 1991, 94,1% da produção vinha da primeira safra e apenas 5,9% da segunda safra. Hoje, as importâncias se inverteram e temos a segunda safra como responsável por 75,3% do milho produzido, e a primeira safra com apenas 21,8%. A terceira safra ainda aparece tímida com 2,9%, mas não é de se duvidar que no futuro ela seja responsável por uma fatia maior.

O avanço em pesquisas e o desenvolvimento de novas tecnologias possibilitou um salto grande na produção e produtividade do milho nas últimas décadas – e podemos esperar que essa evolução continue nos próximos anos que estão por vir. Acompanhe aqui no blog mais sobre a cadeia do milho. Siga a página da Nidera Sementes no Instagram e tenha acesso a outros conteúdos sobre o agronegócio.

Fonte

Análises da Markestrat com base em CONAB. *2ª Safra inclui dados da 3ª Safra.

Deixe um comentário